O sistema Multibanco tornou-se o “standard” de facto em Portugal para os pagamentos electrónicos.

Suportado pela SIBS (Sociedade Interbancária de Serviços), e congregando todos os bancos, foram já várias as tecnologias desenvolvidas pela entidade com vista a facilitar e melhorar o simples processo de efectuar um pagamento, quer seja local ou remoto, de montantes grandes ou pequenos.

Apesar de alguns “flops” pelo caminho, como o “Porta-Moedas Multibanco” até ao “MBNet”, existem alguns outros casos de muito sucesso.

Os casos mais recentes são o sistema de pagamento “Contactless” e a plataforma “MBWay”. Falarei do “MBWay” noutro artigo onde incluirei um tutorial para fazer o registo e várias operações, entretanto abordamos o pagamento “Contacless”.

O sistema “Contactless” permite que o pagamento possa ser feito apenas por aproximação do cartão Multibanco ou eventualmente aproximando outro sistema electrónico como por exemplo um Smartphone (via NFC).

No entanto, muito antes da tecnologia ter chegado aos Smartphones já muitos cartões e terminais multibanco permitem fazer o pagamento desta forma.

Muito possivelmente o seu cartão de débito ou débito/crédito já permite fazer pagamentos por aproximação “Contacless”. A maioria dos bancos passou a emitir os cartões com esta tecnologia como uma mais valia para os clientes ou então dado-lhes a possibilidade de escolha.

Se o seu cartão de débito tem este símbolo então já pode fazer pagamentos “Contacless”. Basta para isso que o terminal da loja onde fizer o pagamento tenha o simbolo “Contacless”.

Simbolo contacless utilizado nos TPA

Simbolo contacless utilizado nos TPA

30% das lojas já aceitam tecnologia contactless

Quando lhe for entregue o TPA basta aproximar o cartão e o terminal fará o pagamento. Para tornar o uso desta tecnologia ainda mais interessante, pode não ser necessário introduzir o PIN para confirmar o pagamento, e portanto tornando a operação simples e rápida.

No entanto, existem regras de segurança para impedir o roubo e o uso abusivo deste sistema, nomeadamente:

  1. Se o valor for superior a 20 € num só pagamento é sempre necessário colocar o PIN;
  2. Quando efetuar vários pagamentos num montanto igual ou superior a 60 € terá obrigatoriamente que introduzir o seu PIN para poder continuar a utilizar a tecnologia “Contacless”;
  3. Aleatoriamente poderá ter que introduzir o PIN como medida adicional de segurança;

Estas regras e montantes são estipulados pela entidade que emite os cartões.

Diminui o tempo de espera em loja, dado que quanto menos as pessoas demorarem a pagar, menos filas haverá nas caixas

Da utilização que faço no meu dia-a-dia, penso que ainda existem muitas lojas e estabelecimentos que não estão a tirar partido desta opção, isto porque, regra geral, pedem o cartão ao cliente para introduzir no terminal e posteriormente digitarem o valor. Nestes terminais é no entanto possível digitar o valor e apresentar o terminal ao cliente para aproximar o cartão, tornando assim a operação mais rápida.

Se ainda não experimentou, fique atento na sua próxima compra ao ecrã do terminal e, se vir o símbolo, aproxime apenas o terminal. Se o valor for inferior a 20 € o pagamento fica logo efectuado, caso contrário basta por o seu PIN!

O que saber sobre os pagamentos “sem PIN”

De futuro e em equipamentos electrónicos com esta tecnologia (smartphones ou smartwatches) pode passar a fazer este tipo de pagamentos sem necessitar de apresentar o cartão, bastando apenas aproximar o seu smartphone ou a pulseira inteligente que tem no pulso.

Nota de rodapé:

Em termos de segurança, as medidas apresentadas anteriormente foram criadas para estabelecer um equilíbrio entre a “liberdade” fornecida pelo sistema para o utilizador, e o impedimento de uma utilização abusiva em caso de perda ou roubo do cartão. Claro está que não irá impedir que, por exemplo, caso perca o seu cartão alguém mal intencionado faça pelo menos um pagamento de 20 €. Nesta situação existem posteriormente os seguros associados.

Foto de  Oliur on Unsplash

Para qualquer dúvida, questão ou eventual correcção que deseje realizar, pode utilizar o espaço de comentários abaixo deste artigo, utilizar a nossa página de contato ou ainda remeter um e-mail para geral [@] hometech-etal.pt

partilhar